001 Pintura acrílica sobre tela - O macho, a fêmea, o bicho e a flor... meu amor -120 x 17

2009 - 2012

Série do Giz
Nessa época os trabalhos tinham tons berrantes enquanto eu tava tateando de forma inconsciente sobre o que representava a pintura pra mim. Era uma estética do excesso. De quem tinha muita vontade... de formas e de linhas
Pedro Caetano
Série Na Janela do Olhar
Janela do olhar

Nesta tua fresta,
não se diz o ver,
não se mede o sentir.
Só o belo existir
de quem fala
e entende num flertar.

Neste teu filtro,
não se enxerga o ver,
e quem sente, cala;
mente, finge esquecer
o que não se pode dizer.

Para o belo existir,
Surgido do triz dos lábios, 
do cheiro do novo amanhecer,
deixa voar o vento –
veludo invisível, alma.

A mão só fala enquanto palma,
e o corpo enquanto calma,
e o silêncio enquanto olhar.

E para o que não se pode dizer
deixa a luz destes teus olhos -
eterno não esquecer.

Pedro Caetano/Lee Flôres Pires

 
Série Cadeiras e Pensamentos
Série Expressões